Bem vindo ao portal do comércio de bens, serviços e turismo brasileiro

Programa Senac de Gratuidade cria oportunidades e transforma vidas em associação indígena de Aracruz

Compartilhe essa publicação:

A estudante Lauriene Pereira, de 22 anos, é uma das 16 matriculadas no Curso de Manicure e Pedicure ofertado pelo Senac-ES. A qualificação é fruto de uma parceria com a  Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMDE) de Aracruz e está sendo realizada na Associação Indígena Tupiniquim e Guarani (AITG), localizada no bairro Caieiras Velhas, no litoral norte do estado. O curso tem carga horária de 160 horas e a conclusão prevista para fevereiro de 2024.

Na sala de aula foi o primeiro contato dela com o Senac-ES. “Fiquei surpresa com a qualidade do conteúdo. O modo de ensino é bastante elevado e eficaz para a profissão que eu quero”, explica a estudante. Ela enxergou na área da beleza uma oportunidade para empreender. “Quero conquistar experiência nesse ramo e me tornar empreendedora. Falta muito disso aqui nas comunidades indígenas”, disse.

Segundo a Analista de Educação Profissional do Senac-ES, Yasmin Cardoso, a iniciativa oferta mais que uma oportunidade. “A qualificação não apenas oferece habilidades práticas essenciais, mas também fortalece a autoestima e o empoderamento das alunas, abrindo portas para oportunidades de trabalho e empreendedorismo”, afirma.

Já a Gerente de Educação Profissional do Senac-ES em Aracruz e Linhares, Tatiane dos Santos, destaca o protagonismo da parceria. “Essa ação destaca o papel transformador da educação profissional e a importância de parcerias estratégicas entre instituições educacionais e órgãos governamentais para promover a inclusão e a preservação da identidade cultural desses povos”, ressalta.

Associação Indígena Tupiniquim e Guarani (AITG)

A associação foi fundada em 1998 com o objetivo de representar juridicamente as comunidades indígenas nas Terras Indígenas de Aracruz: Caieiras Velhas, Irajá, Pau Brasil, Boa Esperança, Olho D’água, Três Palmeiras, Piraqueaçu, Amarelos, Nova Esperança e Areal. Sua atuação engloba diversas áreas com o propósito de promover o bem-estar do povo indígena.

Scroll to Top