Bem vindo ao portal do comércio de bens, serviços e turismo brasileiro

Abertas as inscrições para segunda edição do Elas Exportam

Compartilhe essa publicação:

 

Edital conjunto do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) e da ApexBrasil lançou nesta quarta-feira (7/2) a segunda edição do Elas Exportam, programa de mentorias que busca aumentar a participação de empresas lideradas por mulheres no comércio exterior. Estudo da Secretaria de Comércio Exterior do MDIC, feito em 2023, constatou que apenas 14% das empresas exportadoras brasileiras possuem preponderância feminina em seus quadros societários.

A primeira edição, no ano passado, recebeu mais de 500 inscrições e culminou em 20 duplas de mentoria – reunindo, de um lado, empresárias experientes em comércio exterior, e, de outro, empresas lideradas por mulheres que pretendem começar a exportar.

Na segunda edição, serão 30 duplas, com foco nos setores de higiene pessoal, perfumaria, cosméticos, vestuário e têxtil. Interessadas em participar devem preencher o formulário de inscrição até as 23h59 de 23 de fevereiro.

Os encontros das participantes ocorrerão ao longo do primeiro semestre de 2024 e terão o formato de mentorias individuais e sessões coletivas de oficinas e seminários.

Todas as candidatas que cumprirem as condições de participação serão avaliadas de acordo com os critérios de seleção descritos no edital. A partir do ranqueamento, as equipes técnicas do MDIC e da ApexBrasil farão o cruzamento dos dados para definir as duplas. A comunicação do resultado da seleção será feita pelos e-mails informados no ato de inscrição.

A Secretária de Comércio Exterior, Tatiana Prazeres, destaca o compromisso do MDIC com a promoção da equidade de gênero e as expectativas com a nova edição do Elas Exportam.

 “Diante do diagnóstico que revelou a baixa participação das mulheres no comércio exterior, assumimos a responsabilidade de criar políticas públicas para reverter esse cenário. A primeira edição do Elas Exportam nos mostrou a alta demanda por iniciativas concretas nessa área. Estamos entusiasmados com a evolução do programa, agora com um foco setorial, e esperamos que o Elas Exportam contribua para incluir cada vez mais mulheres no comércio exterior”.

A diretora de Negócios da ApexBrasil, Ana Paula Repezza, compartilha o entusiasmo com a iniciativa, que faz parte do Programa Mulheres e Negócios Internacionais da Agência.

“O Elas Exportam, por ter esse caráter de mentoria entre empresárias de diferentes maturidades exportadoras, consegue contribuir não apenas em aspectos técnicos da internacionalização, mas também com ferramentas socioemocionais que fazem muita diferença na hora de negociar com um comprador estrangeiro. O recorte setorial desta edição é um aprimoramento que deve incrementar ainda mais o potencial de desenvolvimento de negócios da iniciativa”.

Para ser mentorada

As candidatas devem se enquadrar nas condições de participação do edital, tais como:  i) obrigatoriamente pertencer aos setores selecionados; ii) ser proprietária, fundadora ou ocupar cargo de liderança em empresa que tenha produto ou serviço com potencial de exportação; iii) ter Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ativo.

Para ser mentora

No caso das mentoras, elas devem ter experiência em comercio exterior, além de serem proprietárias, fundadoras ou ocuparem cargo de liderança em empresa, com CNPJ ativo e exportação de produtos ou serviços próprios. Empresas de consultoria não serão admitidas.

Para as mentoras, não há restrição para seleção de empreendedoras provenientes de outros setores. No entanto, aquelas que possuírem atuação ou experiência nos setores abarcados pelo programa receberão pontuação extra, conforme edital.

Elas Exportam

O programa Elas Exportam é desenvolvido pelo MDIC em parceria com a ApexBrasil e tem ciclos semestrais.

O programa oferece mentorias individuais, oficinas e seminários para auxiliar no desenvolvimento de competências e habilidades técnicas e socioemocionais necessárias à atividade exportadora.

O programa está dentro das iniciativas do governo federal destinadas a promover ações voltadas à equidade de gênero.

Parceiros

Nesta edição, o Elas Exportam conta com o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecções (ABIT) e da Associação Brasileira dos Estilistas (ABEST).

O programa tem o apoio ainda do Banco do Brasil (BB), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da Rede Mulher Empreendedora (RME) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O Elas Exportam é um dos destaques da Política Nacional da Cultura Exportadora e conta com benefícios alinhados à Estratégia Nacional de Propriedade Intelectual, como a parceria do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e da International Chamber of Commerce (ICC) Brazil para a realização de capacitação em propriedade intelectual.

Fonte: gov.br/mdic/

Imagem: Internet

Scroll to Top