Nesta quarta-feira (4), o presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), José Roberto Tadros, realizou uma reunião-almoço com os deputados federais Rosângela Gomes (RJ) e Júlio César Ribeiro (DF), ambos do partido Republicanos e parceiros do comércio do Brasil.

O evento, realizado na sede da CNC em Brasília (DF), contou com a participação do presidente da Fecomércio-RJ, Antonio Florencio de Queiroz Júnior, e do presidente da Fecomércio-DF, José Aparecido Freire.

Da equipe da CNC, participaram a secretária-geral Simone Guimarães, o chefe da Divisão Jurídica e Sindical (DJS), Alain MacGregor, o chefe da Gerência Executiva de Comunicação (Gecom), Elienai Câmara, e o especialista executivo da Divisão de Relações Institucionais (DRI) Sérgio Henrique.

José Roberto Tadros agradeceu aos parlamentares pelo apoio às ações desenvolvidas pela CNC, por meio da rede Sesc e Senac, e pela atuação em defesa dos setores do comércio de bens, serviços e turismo. “Precisamos caminhar lado a lado, no sentido de continuarmos sempre vigilantes em defesa do do setor terciário. Os deputados Júlio César Ribeiro e Rosângela Gomes são aliados importantes nessa luta”, afirmou.

A deputada Rosângela, primeiramente, parabenizou Antonio Florencio e José Aparecido pela reeleição ao cargo de presidentes das Fecomércio-RJ e Fecomércio-DF, respectivamente, e desejou-lhes sorte na continuação do trabalho. Em seguida, ela fez um discurso emocionado de agradecimento à CNC, pelo trabalho que vem realizando em favor da educação e do combate à fome, por meio do Senac e do Mesa Brasil.

“Na juventude, eu fui aluna do Senac. Os cursos me ajudaram a encontrar um lugar ao sol, dando condições de abraçar as oportunidades que surgiram ao longo da vida. Acredito que milhões de brasileiros também sejam gratos ao Senac. Por isso, defender o Sistema Comércio é muito importante”, destacou a parlamentar.

O deputado Júlio César falou da importância do Sistema Comércio para os brasileiros. “A parceria da CNC com o Brasil é de sucesso. Não há como formar bons profissionais, por exemplo, sem a mão educadora do Senac. E não há como o comércio crescer sem o apoio institucional da CNC. O Sistema Comércio merece o nosso apoio e reconhecimento no Congresso Nacional”, frisou ele.