Uma comitiva de empresários do setor de combustíveis, liderada pelo presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), James Thorp Neto, esteve em Brasília (DF) para reuniões com o presidente da República Jair Bolsonaro, com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e com o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, em apoio ao Projeto de Lei Complementar (PLP) nº 18/2022, que fixou em até 17% a tributação do ICMS sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transporte coletivo.

A proposta foi aprovada pelo Congresso Nacional na última semana e aguarda a sanção presidencial.

A comitiva da Fecombustíveis foi composta por 27 empresários do setor de todo o País. “Entendemos que a redução da carga tributária será benéfica ao Brasil, à sociedade e aos postos, a fim de minimizar os efeitos inflacionários e impulsionar a economia”, destacou Thorp.