Saúde e segurança do trabalho, aprendizagem, trabalho decente, economia social solidária, empregabilidade na retomada após a pandemia de covid-19. Esses são alguns dos principais temas discutidos na 110ª Conferência Internacional do Trabalho da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que prossegue até o dia 11 de junho, em Genebra, Suíça. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) integra a comitiva brasileira e está participando dos debates.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, e os empresários que integram a comitiva brasileira marcaram presença nas três principais comissões da conferência.

Um dos temas em destaque foi a inclusão da segurança e da saúde ocupacional como um dos direitos fundamentais do trabalho. Em sua participação, o corpo técnico da CNC destacou o trabalho fundamental do Sistema S, nas ações de seus braços sociais, o Sesc e o Senac, em relação a aprendizagem, qualificação e capacitação de trabalhadores.

Debates dos textos dos Comitês de Discussão Recorrente sobre empregabilidade, trabalho decente e economia social e solidária também marcaram a conferência. Nessa comissão, o Brasil foi visto como destaque por ter normas muito avançadas em relação ao restante do mundo e auxiliou na elaboração de normas para garantir aos trabalhadores informais e terceirizados a dignidade no trabalho.

Já a comissão de emprego, tratou da empregabilidade da população, levando em consideração aprendizado, saúde e segurança do trabalho, com uma apresentação do ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, que falou sobre o desempenho do Brasil na geração de emprego e na recuperação da crise ocasionada pela pandemia. Os técnicos da CNC estiveram presentes, com o objetivo de defender os interesses dos empresários do comércio de bens, serviços e turismo, ressaltando a importância da sustentabilidade na economia, da construção de normas trabalhistas compatíveis com a realidade mundial e a realidade brasileira.

Organização Mundial da Saúde

No dia 6 de junho, o presidente Tadros e a equipe técnica da CNC participaram de uma reunião com o presidente da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, em que foram debatidas novas formas de abordagem de normas internacionais do trabalho.

Representantes

Cada Estado-membro foi representado por uma delegação composta por dois delegados do governo, um delegado dos empregadores e um delegado dos trabalhadores, além dos respectivos consultores técnicos.

A delegação tripartite brasileira foi formada pelas seguintes entidades: trabalhadores (CUT, UGT, FS, NCST, CTB, CSB); empregadores (CNC, CNT, CNA, CNI, CNTUR e CNSaúde); e governo.

Os trabalhos se encerram na sexta-feira, dia 10 de junho.