Iniciativa integra o Programa de Integridade e prevê a realização de avaliação preventiva dos riscos no relacionamento com terceiros, com o objetivo de preservar interesses, imagem e reputação das entidades que integram o Sistema Fecomércio RJ  

Foto: Arteiras Comunicação

O Sistema Fecomércio RJ – Sesc RJ, Senac RJ, Fecomércio RJ e IFec RJ – está implementando uma nova Política de Relacionamento com Terceiros e Due Diligence dentro de seu Programa de Integridade. Trata-se de um processo de avaliação preventiva de riscos de corrupção, reputação e integridade junto a fornecedores, prestadores de serviços e parceiros, entre outros terceiros que se relacionam com as instituições que compõem o Sistema Fecomércio RJ. O objetivo é mitigar os riscos da exposição das entidades no relacionamento com esses terceiros. O documento também cria diretrizes para reduzir a possibilidade de danos aos interesses, à imagem e à reputação das entidades do Sistema Fecomércio RJ.

“A nova política de Due Diligence marca a posição firme do Sistema Fecomércio RJ em relação aos cuidados efetivos para impedir práticas antiéticas e potencialmente criminosas. Essa ferramenta auxilia para que tenhamos ainda mais segurança nas decisões do dia a dia e maior coerência em nossa operação e contribui a preservar nossos colaboradores de questionamentos, nossas instituições de prejuízos e, assim, potencializar nossas contribuições à sociedade”, afirma o presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior.

No processo de Due Diligence de Integridade, empresas, instituições ou pessoas que pretendem se relacionar com o Sistema Fecomércio RJ serão avaliados conforme o grau de risco da prática de atos de corrupção ou atos lesivos à administração pública. Também será avaliado seu histórico de reputação e integridade. Os terceiros serão classificados de acordo com graus de risco de integridade em alto, médio ou baixo, conforme métricas estabelecidas.

Entre as diretrizes da nova política está a obrigatoriedade de que todos as entidades que se relacionem com o Sistema Fecomércio RJ realizem a adesão ao Código de Conduta Ética e ao Código de Conduta Ética para Fornecedores. Os contratos e fornecedores classificados como de alto risco deverão necessariamente conter cláusula anticorrupção aprovada pelo Comitê de Ética.

A Política de Relacionamento com Parceiros e Due Diligence faz parte de uma série de ações que vêm sendo desenvolvidas dentro do Programa de Integridade que, amparado no Código de Conduta Ética, instaurado em 2020 e revisado em 2021, e no Código de Conduta Ética para Fornecedores, visa garantir o alinhamento com os valores morais, éticos e responsáveis adotados pelo Sistema Fecomércio RJ.

Também neste movimento, o Sistema Fecomércio RJ já aderiu ao Pacto Empresarial pela integridade e Contra a Corrupção do Instituto Ethos, em um compromisso público para aprimorar modelos éticos de governança; e visa figurar no Cadastro Nacional de Empresas Comprometidas com a Ética e a Integridade (Empresa Pró-Ética), que avalia e divulga as companhias voluntariamente engajadas na construção de um ambiente de integridade e confiança nas relações comerciais.