Projeto reúne instituições, especialistas e profissionais do trade turístico para reforçar papel estratégico do setor para a economia do país e conquistar mais espaço nos planos de governo

As 30 principais entidades empresariais do turismo brasileiro e as Federações do Comércio (Fecomércios) de todo o país lançaram, do dia 21 de julho, em suas redes sociais, uma campanha reforçando a importância do turismo como vetor de desenvolvimento social. Com a hashtag #vaiturismo2022, a ação visa reforçar o pleito do setor de conquistar espaço para o turismo nos planos de governo. A campanha vai até o dia 2 de outubro, data das eleições gerais no país.

A iniciativa faz parte do movimento Vai Turismo – Rumo ao Futuro, lançado em 2021 pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que reuniu as entidades empresariais do setor e representantes da cadeia produtiva, com o propósito de criar um movimento nacional com pessoas e organizações na elaboração de recomendações de políticas públicas para colaborar com o impulsionamento do setor, especialmente após os impactos da pandemia de Covid-19.

 

Documento com propostas para os presidenciáveis

O primeiro grande passo do movimento foi o desenvolvimento do documento Propostas e Recomendações de Políticas Públicas de Turismo – Nacional, entregue aos pré-candidatos à Presidência Jair Bolsonaro, Simone Tebet e Luiz Inácio Lula da Silva e ao ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, juntamente com a Agenda Institucional do Sistema Comércio.

Para a elaboração das propostas, o Vai Turismo promoveu mais de cem encontros técnicos, entre reuniões e workshops, e reuniu cerca de 300 organizações signatárias. Foram desenvolvidos: um benchmarking que mapeou práticas internacionais inspiradoras para o turismo sustentável, pesquisas de percepção e 27 diagnósticos das unidades federativas com base na metodologia de Destinos Turísticos Inteligentes.

Com base na relatoria e na sistematização dos temas debatidos em cada estado, os tópicos em comum transformaram-se em demandas regionais, e as prioridades regionais se consolidaram na agenda nacional, que aponta, entre as macroestratégias, cinco temas necessários à consolidação e à competitividade do setor: Investimentos Convergentes, Inteligência, Incentivo, Oferta Qualificada e Governança. Em agosto, também será realizada a entrega de 27 documentos estaduais.

Confira o documento Propostas e Recomendações de Políticas Públicas de Turismo – Nacional