Dados integram PNAD Contínua Turismo 2020-2021, parceria entre o MTur e o IBGE. Crédito/Foto: Marcelo Moryan/MTur

No ano passado, o Brasil registrou 12,3 milhões de viagens, sendo que 99,3% ocorreram dentro do país. O número médio de noites em que os brasileiros passaram fora de casa chegou a sete dias. Os dados da PNAD Contínua Turismo revelam, ainda, que os nortistas lideram o ranking dos que passam mais tempo viajando.

Segundo a pesquisa, os roraimenses chegaram a dormir fora do lar por cerca de 19 dias, seja em viagens dentro ou fora do estado. Já o registro de pernoites dos moradores do Amapá, por sua vez, foi de 17 dias, seguido pelos residentes do Acre (14 dias) e do Amazonas (12 dias). Rondônia e Pará também estão entre as 10 Unidades da Federação que registraram a maior média de pernoites em viagens, ambos com 9 dias.

Os moradores do Distrito Federal e do Mato Grosso também ganharam destaque em relação ao tempo de duração de suas viagens, com média de 11 e 10 dias, respectivamente. Entre as primeiras colocações, constam ainda representantes do Nordeste, com a Bahia (10 dias) e Pernambuco (9 dias). Por outro lado, dos que registraram as menores médias de pernoites durante viagens, estão Sergipe e Espírito Santo, com seis dias.

O levantamento PNAD Contínua Turismo 2020-2021, uma parceria entre o Ministério do Turismo e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no mês de julho, apontou crescimento na proporção de viagens realizadas no país que resultaram em pernoite, que passou de 73%, em 2019, para 76%, em 2021.

Por Amanda Costa

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Fonte: Ministério do Turismo – gov.br/turismo/pt-br/assuntos/noticias